Sobre mudanças e partidas

Aeropuerto Carrasco por Érika de Faria

Leia também:

Carta de despedida

Downgrade is the new upgrade!

Há exatamente dois anos eu estava deixando meu emprego em uma multinacional de tecnologia para me dedicar em tempo integral a minha carreira de fotógrafo. Depois de ter abandonado a faculdade de administração com louvor, eu entrei nessa empresa para ter uma base financeira enquanto me preparava tecnicamente e tecnologicamente para a carreira fotográfica. Minha vida sempre foi feita de abandonos e preparações para coisas que eu gostaria de viver e esse ano não foi diferente.

E agora, depois desse tempo ministrando workshops, fazendo trabalhos de pequeno e médio porte, decidi que antes de começar a pegar os grandes eu precisaria me especializar mais, precisava não só aprender nova técnicas, mas aprender a ser uma pessoa melhor.

Em janeiro de 2012 eu tinha de entregar meu apartamento para o proprietário e analisando os custos de mudança eu precisaria de R$9.000,00 para depósito e R$3.000,00 para pagar o aluguel mensal de um apartamento na mesma região onde eu morava. Pelo mesmo valor, sem o depósito, você consegue viver em Londres ou NY. Então eu pensei: Por que não?

Vendi todos os equipamento que possuía (e que um dia acreditei que jamais teria), doei minhas roupas e livros e comprei um mochilão. Me dei um ano sabático para viajar por aí, conhecer pessoas, estudar, trabalhar com outros fotógrafos e retouchers. Me dei um tempo para me conhecer melhor.

Hoje eu acredito que para receber coisas boas é preciso que você esteja primeiramente aberto para isso. Justamente quando comecei a pensar assim conheci uma mulher incrível que deixou suas coisas no Brasil e veio me acompanhar nessas viagens.

Começamos pelo Rio de Janeiro e depois fomos para Buenos Aires, Montevideo, Londres e hoje estamos vivendo em Paris.

Quando deixei o Brasil estava com um fluxo bacana de trabalho e já estava fazendo os meus primeiros trabalhos de porte grande. O medo de deixar tudo para trás existia, pois se você não está lá para executar o trabalho o cliente procura outro. Entretanto, não há escolhas sem renúncias.

De todas as dificuldades a maior, e na verdade a única, foi vender os meus equipamentos. Eu consegui, com muito esforço, comprar tudo o que eu queria e abrir mão deles foi o maior exercício de desapego que já pratiquei. Hoje vivo somente com uma Canon G12, um flash 270EX II e um tripézinho Manfrotto que cabe no bolso.

O bacana desse processo todo é descobrir que não precisamos de muito para viver ou produzir material fotográfico. Na verdade, foi quando abri mão dos meus equipamentos é que tive como viajar e produzir material para o meu portfolio. Lembro de uma vez do Alexandre Urch tweetando durante sua viagem que preferia ter uma 7D e conhecer a Europa do que ter uma 5D MK II e nunca ter saído do Brasil. Eu estava nessa situação e comecei a repensar o valor que eu dava para equipamentos. Aliás, há algum tempo escrevi um artigo sobre isso: O upgrade de equipamentos é realmente necessário? Talvez hoje eu escreva sobre o como o downgrade de equipamentos pode dar um upgrade na sua vida!

Existe uma frase do Cesare Pavese que eu gosto muito:

“Traveling is a brutality. It forces you to trust strangers and to lose sight of all that familiar comfort of home and friends.
You are constantly off balance. Nothing is yours except the essential things: air, sleep, dreams, sea, the sky – all things tending towards the eternal or what we imagine of it.”

Viver em outro país é ter de lidar com outra língua, com hábitos e leis que são, muitas vezes opostos aos seus. Ser fotógrafo em outro país é ser benefíciado pelo exotismo das imagens e onerado pelas barreiras culturais.

Apesar da enorme concorrência de gente muito boa, (in)felizmente a abertura no exterior é maior do que a que você encontra no seu próprio país.

Foto promo que fiz para a cantora Camden Cox no Proud Camden

Sair do lugar comum, se desprender ou correr atrás de um sonho em outro lugar não significa se mudar de país. Especialmente no nosso país de tamanho continental tem gente que sai de SP e se muda para o outro lado do Brasil. Esse é o caso do fotógrafo Henrique Manreza, por quem eu tenho uma admiração muito grande, que deixou São Paulo e foi para o norte/nordeste fotografar pessoas simples e entender o que signifca felicidade para elas. Deixou o emprego, casa e partiu atrás do seu sonho.

Henrique Manreza foto Henrique Manreza

Eu não sei o qual será abertura que terei no Brasil quando eu voltar, não sei se terei novamente meus antigos clientes, não sei se conseguirei comprar os equipamentos que já tive, não sei onde vou morar e também não sei quando eu volto. Na verdade, nada disso me preocupa mais. O importante é que o Leandro que saiu do Brasil já não existe mais. Os documentos são os mesmos, mas a pessoa é outra e as experiências que tive são muito mais importantes que a quantidade de carimbos que o meu passaporte possui!

About these ads

52 Responses to “Sobre mudanças e partidas”


  1. 1 Nilcélio Rodrigues 29/07/2012 às 13:42

    Parabéns Leandro essa mudança de ares realmente nos transforma! Desapegar daquilo que tanto lutastes para ter realmente é muito difícil, nadar numa maré como esta e chegar em terra firme é um objetivo que apenas os fortes marinheiros são capazes de conquistar.
    Imagino o quão forte tu és hoje, continue lutando…
    Um abraço de seu leitor de SÃO PAULO!!!

  2. 2 ronielfelipe 29/07/2012 às 13:49

    Admiro sua inteligência e sua visão das coisas, cara. A nossa geração é composta de muitos fotógrafos talentosos que tem o ego do tamanho da lua. Como dizem por aí, menos é mais. Abraços e boa sorte.

  3. 3 Elisa Braga 29/07/2012 às 13:49

    estou passando exatamente por essa mesma fase! já o admiro a tempos; sou fotógrafa e passo hoje pelas mesmas inseguranças. Ler esse artigo foi um presente! saúde, sucesso e muita paz pelo caminho. Gratidão ;)

  4. 4 Projeto Verena 29/07/2012 às 13:50

    Muito bacana o post. Praticar o desapego, ótima pedida.

  5. 5 Rafael 29/07/2012 às 14:01

    Leandro, parabéns pela iniciativa e coragem. Sou um apaixonado pela fotografia que esta em em busca de trilhar esse caminho também. Penso em largar tudo e me dedicar a essa arte, e lendo os seus posts começo a perceber que o caminho é difícil mas possível e acompanhando historias como a sua, a minha motivação e empolgação só aumentam.
    Descobri seu blog a pouco tempo, e de cara me identifiquei com os seus relatos, e achei muito legal você contar essa sua jornada.
    Um abraço de um já fã aqui de Floripa.

  6. 6 jéssica 29/07/2012 às 14:04

    vai que vai leandro!

  7. 7 Estela Bonato 29/07/2012 às 14:07

    Já vivi essa experiência e entendo perfeitamente suas palavras, parabéns por transmitir com tanta humildade e carinho sua vivência. Que sirva de exemplo à todos. Meu melhor presente esse ano foi ter conhecido vocês. Abraços Estela Bonato

  8. 8 Marina Santos 29/07/2012 às 14:11

    Leandro, estava morrendo de vontade de ler esse seu post antes mesmo de você escrever. Acho que todo mundo que te acompanha ficou muito surpreso com essa sua decisão.
    Parabéns, não deve estar sendo nada fácil, mas a cada dia deve haver um gostinho de missão cumprida.
    Sucesso pra você!

  9. 9 Siusi Cor 29/07/2012 às 14:15

    fez muito bem!!!( desapego e reinicio, q beleza)

  10. 10 José Caetano 29/07/2012 às 14:20

    É, meu caro, ces’t la vie! Eu só voltei mesmo depois de 9 anos, e é assim mesmo. Hoje tenho outros clientes dos que tinha há 9 anos. Por sinal, naquela época era advogado hehehe. Hoje tenho outro cabeça da que eu tinha há 9 anos (talvez mais louca um pouquinho, mas certamente menos fechada). E, principalmente, tenho outra visão de mundo da que eu tinha há 9 anos. Se os clientes mudarem é porque sua visão mudou.

  11. 11 Bruna Hanle 29/07/2012 às 14:24

    Me emocionou! Parabéns Leandro, pela sua coragem! Sempre acompanhei sua jornada e admirei sua atitude! Hoje penso em sair do mundo de TI e começar a me aprofundar na fotografia mas o medo ainda é grande!

    Sucesso e continue nos brindando com fotos suas maravilhosas!!

    []s

    Bruna

  12. 12 Andrew França 29/07/2012 às 14:28

    Brother, parabéns pela iniciativa!! Não é fácil isso que você está fazendo. Somos taxados de loucos, de sem rumo na vida, de não pensar no futuro. Tudo isso porque saímos do padrão que a sociedade prega. Seu post de certa forma me ensinou um pouco a me desprender do mundo fechado que eu tenho (De trabalho, casa, casa trabalho) para expandir mais meu potencial. Hoje eu ganho mais com freelancer do que com o emprego que tenho, mas nunca larguei para ser realmente sozinho. Seu post me fez pensar numa outra perspectiva agora que eu prezo muito e não tenho. A LIBERDADE. A de ir e vir, de querer fazer aquilo na hora que quer, de trabalha na hora que acha melhor de trabalhar. Enfim, parabéns pela sua ousadia e obrigado pela inspiração. Abraços de um retouch…tratador de imagens… manipulador… photodesigner…enfim, se nem minha profissão nome certo pq eu terei, né?!?

  13. 13 Elton 29/07/2012 às 14:28

    Muito legal ler isso tudo, so te conhecendo para saber que a mudanca e a determinacao faz parte de vc e como legal ouvir seus incentivos para cada um achar estes pontos dentro de si… forte abraço e muita força para vcs.

    Elton

  14. 14 Maira 29/07/2012 às 14:46

    Hoje falei pro meu marido da minha alegria em ter te conhecido pessoalmente um dia, pois é um ser humano e profissional que admiro muito e, depois de ler esse relato, mais ainda. Fiquei arrepiada, pois sei exatamente sobre o que você está falando, já que também já larguei tudo para morar na Alemanha por 4 anos e hoje trabalho com o que mais amo (e que não dá tanto $ quanto Marketing): viagem! Aproveita muito essa experiência e tenha certeza que independente de onde estiver, continuarei te admirando e te indicando. Bjks pro casal lindo!

  15. 15 Carol Biazotto 29/07/2012 às 14:54

    Nossa Leandro este post me fez repensar muita coisa.. Admiro seu trabalho e como você gosta de ajudar as outras pessoas..
    Não importa aonde você vá, pode ter certeza que fara sucesso em qualquer lugar!
    Sucesso pra vocês!

  16. 16 Anônimo 29/07/2012 às 15:26

    interessante, eu nem sabia de nda disso, parabéns, vc é um cara mto doido e autêntico. Se todo mundo tivesse a sua coragem o mundo seria melhor, porque seria pautado em outros valores e não somente o financeiro, parabéns!

  17. 17 Érica Catarina Pontes 29/07/2012 às 15:33

    É meu amigo, seu texto me lembrou a letra de uma música…

    “É preciso força pra sonhar e perceber que a estrada vai além do que se vê…” ;)

    Boa e Feliz Jornada pra vcs !!!!

    Bjos

  18. 18 ney silva 29/07/2012 às 16:43

    Louvável sua atitude. Nao teria a mesma coragem para fazer o mesmo, além de que tenho familia, empresa…. mas recentemente fiz algo parecido. Tive que deixar minha empresa(confeccao) para me dedicar em tempo integral a fotografia. Desejo sucesso a vc, e acho que o Brasil está mudando e as pessoas e empresas estao valorizando fotógrafos boms. abraços ney silva

    ney

  19. 19 Luciana Justice 29/07/2012 às 18:30

    Nossa Leo, que post LINDO esse, eh o desapego, como meu pai fala; mais uma chave no chaveiro, mais um problema …

  20. 20 Airton Ferreira 29/07/2012 às 18:36

    Parabéns pelo post, Leandro. Ontem a noite conversava com um amigo sobre o mercado fotográfico e disse pra ele que é muito fácil ganhar/comprar uma câmera top e sair clicando. Muito mais que clica…fotografia é aventura, é se aventurar naquilo que ama. Parabéns, te admiro muito.

  21. 21 Ricardo Sanchez 29/07/2012 às 18:43

    Foda !!!! Lembrei do filme “Into the Wild”, só que de uma maneira inteligente.

  22. 22 Huaíne Nunesh 29/07/2012 às 18:50

    Lê, meu amigo, tenho muito orgulho de você!

  23. 23 Franklin Weise 29/07/2012 às 19:14

    Cada vez mais existencial!

  24. 24 Cássio Marques 29/07/2012 às 19:18

    WOW!
    Parabéns pela coragem e mudanças positivas em sua vida Leandro!
    Fico feliz em ver alguém que eu admiro como ser humano (virtualmente, sempre me passou uma boa impressão) e profissionalmente…
    Gostaria de um dia lhe conhecer, quem sabe um dia consigo fazer a mesma loucura saudável e a gente se tromba pelo mundo…
    De coração, espero que você não volte para o Brasil tão cedo, acho que esse mundo ai fora pode te fazer crescer muito mais!
    Boa sorte na vida, no amor e no trabalho!

  25. 25 Alan de Souza 29/07/2012 às 19:19

    Muito bom, eu me identifico bastante! Eu estou em uma situação parecida com a sua a dois anos atrás, e penso exatamente da mesma forma. Acho que vai demorar um pouquinho mais, mas tenho certeza eu ainda irei fazer a mesma coisa.
    Sorte

  26. 26 Felipe De Souza 29/07/2012 às 19:26

    Leandro, além de um ótimo profissional, você é uma grande pessoa, com toda sua história, toda sua dedicação a essa profissão que é admiravel, acompanho seu trabalho desde que eu comecei a estudar fotografia, antes mesmo de comprar meu equipamento! Se não fosse suas dicas, e experiencias que você passava e continua passando, eu não teria certeza de que a fotografia era o que eu queria pra minha vida! parabéns! um dia espero ter o prazer de conhecer você pessoalmente, pois todos os profissionais que eu conheço que tiveram o prazer de conhece-lo confirmaram a grande pessoa que você é.
    Grande abraço e boa sorte no seu novo caminho!

  27. 28 Graziélli 30/07/2012 às 0:16

    Me emocionei lendo.
    Cara, saiba que foi vc que plantou a sementinha aqui dentro <3 E eu jamais vou esquecer disso, de como foi importante ler tudo e ver tudo que vc postava desde o início quando te add no orkut., as dicas, as minhas dúvidas e principalmente sua paciência.
    Um dia sonho em ser a metade que vc é, se não como fotógrafa, como pessoa.
    Obrigada mais uma vez!

  28. 29 Luciana 30/07/2012 às 3:14

    Olá, não acho que você se lembre de mim, nos conhecemos só por internet e sempre adorei seu trabalho. Cara você é bom e sabe disso. Adorei ler o que você escreveu e suas fotos. Isso ajudou eu me auto apoiar da decisão que não tive apoio dos meus pais. Fui chamada para fazer um estágio em Washington. Tudo de bom e quando voltar, se voltar, saiba que eu quero te conhecer, seu trabalho é muito bom. Parabéns por tudo, trabalho, viagem, namoro…

  29. 30 Ana Telma 30/07/2012 às 8:23

    Que lindo! Muita coragem… Que acho que eu nunca teria… Conforto, segurança… trocar isso tudo pelo unknown e pela aventura… mas também pelo crescimento. Sempre te admirei e agora mais ainda! Certeza que a volta (se ela ocorrer) será maravilhosa e repleta de recompensas, porque você, acima de ninguém, sempre soube e sempre vai saber o que quer e como conseguir! :) Sucesso sempre! :)

  30. 31 AngelAmaral 30/07/2012 às 9:17

    Pois é Lele,cá estou eu com uma inflamação no cotovelo, lendo seu post num momento em que aso 44 larguei minha carreira de publicitária e resolvi fotografar, uma Canon T2i, uma bateria e um cartão que não grava vídeo, e a coragem de começar. E quando me perguntam onde é meu estúdio, digo por aí, ..rss…acho que o cotovelo não inflamou a toa, pois estou apaixonada pelo que to fazendo e com seguindo sua história sei que vou fazer a minha. Te “curto” desde a primeira lida…bjo enorme, e continue nos fazendo sentir que vale a pena..

  31. 32 Essio Orsi 30/07/2012 às 9:53

    Tudo o que li, escrito por ti, sempre me pareceu na medida certa. Uma utopia. Gente talentosa repartindo escancaradamente o que sabe com quem tem sede de saber (entrevista na rádio). E mais: transcende o universo fotográfico, tornando um guia para a vida! 1000 px pra vc!

  32. 33 André William 30/07/2012 às 10:31

    Parabéns pela coragem e sucesso na empreitada. Só não esqueça dos seus leitores do blog… mantenha esse espaço vivo, independente de onde você esteja.

  33. 34 Cintia Alves 30/07/2012 às 11:18

    Leandro, que experiencia única. Parabens pela coragem!! Como voce, también estou voltando ao Brasil. Ha dois anos troquei as salas de aula para acompanhar meu marido num projeto no Chile e tentei aproveitar para aprender um pouco de fotografía. Digamos que dei meu primero passo! Em Campinas, espero caminar muito mais.
    Agradeco

  34. 35 carlosalbertofotografia 30/07/2012 às 11:23

    Leandro sempre iluminado deus te ilumine + e +

  35. 36 Vladimir Cordeiro 30/07/2012 às 11:36

    Muito bom Brother, sempre colocaste desafios e sempre os alcançou. Você é talentoso e busca sempre o que quer. Em tua volta terás mais amigos, mais seguidores, mais admiradores… Creio que isso tudo que está vivendo não é aventura e sim VIDA, viva amigo e seja feliz!

  36. 37 Luiz Fachin 31/07/2012 às 12:59

    ídolo.

  37. 38 Anônimo 31/07/2012 às 14:20

    É por essas e outras que eu te admiro…

  38. 39 Ana Leite 31/07/2012 às 14:22

    É por essas e outras que te admiro…sem palavras

  39. 40 Elaine 31/07/2012 às 20:49

    Cara, você é pura inspiração! ♥

  40. 41 janssemjanssem 01/08/2012 às 14:26

    Parabens Leo pelo texto e obrigado por compartilhar esse momento, me inspira a ir em busca do que eu quero pra mim de verdade! :)

  41. 42 robsonsantiago 04/08/2012 às 11:59

    Conheci teu blog há pouco tempo, na verdade nem sei ao certo como vim parar aqui..rs… Enfim, inspiração e motivação saindo pelos poros, em cada palavra escrita podemos sentir essa “vibe” que você está vivendo, a liberdade e prazer. Pra mim sem duvida serviu e muito como inspiração conhecer teu trabalho e história que é motivador ao extremo. Desejo muito sucesso, porque o talento tens de sobra! Grande abraço

  42. 43 Oster 29/08/2012 às 19:36

    cara, que demais! achei teu blog por acaso, navegando no twitter, e me identifiquei muito. grande abraço, parabéns e sucesso sempre!

  43. 44 Eduardo Andrade 14/09/2012 às 11:20

    Certo, ficar fora do Brasil por um tempo parece uma coisa bastante interessante, mas vamos à parte técnica e burocrática da coisa… Por acaso vc estaria vivendo ilegalmente? E se estiver, isso não é um problema? Quero dizer, caso a polícia te pare, por qualquer motivo, vc não estaria entrando em uma fria diplomática, sendo posteriormente deportado e nunca mais poder voltar ao país do qual foi deportado? São questões que povoam minha cabeça, pois toda essa idéia de viajar e ficar algum tempo (meses ou anos) fora do Brasil é muito interessante, mas o tempo máximo que te dão geralmente não passa dos 90 dias, de forma legal. Ainda mais quando falamos de países como EUA, Japão e os Europeus de forma geral, que parecem ter um certo receio de que os “miseráveis latinos”, com suas peles bronzeadas e olhos castanhos não venham estragar a paisagem de seus países perfeitamente constituído de brancos de olhos azuis…

  44. 45 Jairo Almeida 29/11/2012 às 22:51

    Mt legal o relato. Além de fotografar, vc tb escreve mt bem! Envolvente e emocionante o texto. Ademais, achei mt bacana as fotos que vc colocou no post. Diante disso, penso que calharia mt bem escrever um livro: com seus textos envolventes e emocionantes + belas fotografias (igualmente envolventes e emocionantes). Cria-se um ciclo: quanto mais texto lemos, mais esperamos as fotos… E quanto mais olhamos as fotos, mais esperamos o texto. Sinceros parabéns e sucesso na sua jornada.

  45. 46 Anônimo 03/12/2012 às 18:48

    Uma única palavra: inspirador.

    Mas não pensem que é fácil; não é só lutar contra a inércia furiosa, o choque cultural, a saudade. É, em algum momento, uma jornada contra aquele que você costumava reconhecer no espelho; o mais difícil jogo de sedução que você já enfrentou. ;)

  46. 47 Ray 27/01/2013 às 21:24

    Apaixonada pela história e pelo trabalho… Tenho essa paixão por fotografia, grande, mas acanhada por ser tão ignorante, e ao mesmo tempo ávida pra saber mais… estou procurando entender melhor o mundo da fotografia. Me diz uma coisa: essa g12 aceita lentes intercambíveis?
    abraço! saúde, inspiração e sucesso!


  1. 1 Pé na estrada | Simone Ferraz Trackback em 30/07/2012 às 0:40
  2. 2 A melhor câmera é aquela que você tem! « DO FOTÓGRAFO Trackback em 31/07/2012 às 19:17
  3. 3 Polarizing: S.O.S Trackback em 26/02/2013 às 19:00
  4. 4 NÃO, Você NÃO vai virar fotógrafa em um dia!(e a polêmica da Revista Viva Mais) | DO FOTÓGRAFO Trackback em 07/03/2013 às 19:16
  5. 5 Formação na carreira fotográfica e o perigo da ancoragem | DO FOTÓGRAFO Trackback em 11/12/2013 às 19:41

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.254 outros seguidores