NÃO, Você NÃO vai virar fotógrafa em um dia!(e a polêmica da Revista Viva Mais)

Viva 00

Eu raramente entro em polêmica do meio fotográfico. Há muito tempo não esquento a cabeça e nem participo de discussões sejam técnicas ou não. Entretanto meu nome está, de alguma forma, atrelado a essa reportagem infeliz!

Costumo responder de 3 a 4 entrevistas por mês. Seja para blogs, revistas, trabalhos acadêmicos, redes de tv ou sites fotográficos e dessa vez com a Revista Viva Mais não foi diferente.

Qual é a pôlemica?

Precisei de 3 anos de dedicação em tempo integral para me chamar de fotógrafo!

Vire fotógrafa em 1 dia?????

A chamada na capa é clara: VIRE FOTÓGRAFA EM 1 DIA e ganhe até R$ 4 mil por mês.

É óbvio que a comunidade fotográfica iria ficar indignada com isso. Quem se dedica à carreira sabe a luta que é, o investimento financeiro, as longas horas de estudo e trabalho que são necessários para se tornar um fotógrafo. Aparecer uma revista informando que é possível fazer isso em um dia é desrespeitar o trabalho e arruinar com uma parte do mercado, pois essas leitoras acreditarão que não devem pagar o valor devido de um fotógrafo, pois ela mesma pode iniciar sua carreira em um dia.

O motivo de eu estar escrevendo esse post é pelo fato do meu nome estar na matéria. Concedi a entrevista ao jornalista e agora eu vejo aquela brincadeira do “telefone-sem-fio” se tornar uma realidade de forma alguma engraçada.

Viva 02

De acordo com a matéria:

…já no início da carreira, dá para ganhar R$4 mil por mês. “Com seis meses de atuação você faz, em média, dois trabalhos por semana cobrando R$500 cada um”, diz Leandro Neves, fotógrafo de São Paulo.

A matéria, pelo jogo de palavras e construção do texto, leva a leitora a crer que a carreira é fácil e que os lucros são certos.

Qual foi o meu e-mail:

Screen shot 2013-03-07 at 5.48.13 PM

Aqui é a entrevista completa(com os erros de formatação do email):

Olá Fernando,

Seguem as respostas:

-Como você avalia o mercado para fotógrafos? Há lugar para nosprofissionais?

R: Apesar da enorme concorrência e dos novos entrantes, eu vejocom muito otimismo o cenário fotográfico atual. A sociedade brasileira como umtodo está consumindo cada vez mais e isso acaba gerando mais e mais trabalhopara fotógrafos, videomakers e retouchers. O fato das revistas impressasnão serem mais tão fortes como antes não significa algo ruim para osfotógrafos, muito pelo contrário! Hoje nós temos diversos tipos de plataformase podemos produzir conteúdo aqui no Brasil ou em alguma revista online deBerlim. A única reclamação que tenho a fazer é da ganância (oudificuldade) do empresário/empreendedor/administrador brasileiro que, apesar daeconomia na sua melhor fase, está cada vez mais cortando custos e tentandobaixar os preços de seus fornecedores. Hoje, sem dúvida meu maior desafio éadequar meu estilo de foto às necessidades de negócio e orçamento do meucliente. Dessa forma, estou sempre tentando eliminar custos, automatizarprocessos e organizar fluxos de trabalhos que me permitam ser competitivo empreço e gestão sem perder a qualidade do trabalho.

 

 

– Como é o começo da profissão? A pessoa começa como assistentede um fotógrafo mais experiente?

R: O fotógrafo antes de qualquer coisa deve ser um empreendedor.Ela pode começar sendo assistente de um, mas essa não é uma forma tãodisponível assim. Fotógrafos raramente anunciam que estão precisando deassistentes, pois esse é um cargo que exige muita confiança e geralmente sócontratamos quem já conhecemos ou pessoas que foram indicadas por outrosfotógrafos e que já possuem experiência com fotografia.
Eu comecei sozinho, depois virei assistente, já tive alguns assistentes e hojeminha exposa faz assistência para mim. Por isso que digo que o fotógrafo deveser um empreendedor, pois é ele que deve definir seu produto, prospectar eatender seu cliente ao invés de ficar só procurando uma vaga de assistente parapoder começar.

 

– O segredo é se especializar em um segmentoda fotografia?(moda, casamentos, fotografia de produtos).

R: Sem dúvida o segredo é a especialização. Antigamente osfotógrafos trabalhavam em diversas áreas da fotografia, mas com aespecialização cada vez mais crescente hoje vemos fotógrafos de casamento quesó fotografam um determinado tipo de cerimônia como mini weddings, ou vintageweddings, etc.

 

– Qual desses segmentos costuma trazer maior retorno?

R: Hoje eu vejo que a fotografia publicitária e a fotografia decasamento são as que trazem maior retorno.

 

– Quais podem ser as áreas de atuação dofotógrafo?

Um fotógrafo pode trabalhar com fotografia de moda(campanhas,backstages, lookbooks, composites, beleza), fotografia publictária, fotografiade produto, de pets, social(casamento, grávidas, 15 anos, newborn,fotojornalismo, arquitetura, fotografia de retratos, de esportes, de natureza,etc.

 

– O investimento inicial para começar afotografar é alto? Emquanto tempo você estima que a pessoa pode cobrir estes custos com o trabalhode fotógrafo?

R: Depende muito da área escolhida. Por exemplo, o investimentode um fotógrafo de esportes é totalmente diferente de uma pessoa que vaifotografar festa de 15 anos. Nesse último caso, 4 ou 5 meses de trabalho já sãosuficientes para cobrir o investimento inicial

 

– Quais características são indispensáveis aum fotógrafo?

R: Empreendedorismo, empatia, e amor pela arte.

 

– Quanto pode ser o salário inicial de um fotógrafo?– ESSA INFOÉ BEM IMPORTANTE!

R: Eu sempre evito essa palavra sálario, pois sem sua maioria ofotógrafo é um empresário individual. De qualquer forma, um iniciante, podeganhar R$700,00 por mês como assistente, R$600,00 em um festa de aniversário ouem um book de 15 anos, R$500,00 para fazer uma pauta de revista ou R$800,00reais para cobrir um evento empresarial.

Sua renda mensal vai depender do quanto trabalho você tem. Um fotógrafo demédio porte ganha de R$5.000,00 a R$10.000,00 por mês.

– Até quanto um fotógrafo poderia faturar emum mês?

R: Sua renda mensal vai depender do quanto trabalho você tem. Umfotógrafo de médio porte ganha de R$5.000,00 a R$10.000,00 por mês.

 

– É melhor ser freelancer ou trabalhar para uma empresa?

R: Sem dúvida é melhor ser freelancer. Cada cliente que você temlhe indica para outros clientes e você monta a estratégia de negócios baseado

unicamente no que você acredita e deseja.

 

– O que você sugeriria para uma fotógrafa deprimeira viagem?Compor um portifólio na internet pode ajudar a arrumar o primeiro emprego?

R: Minha recomendação é a seguinte; defina primeiro o que vocêgosta de fotografar(casamento, produtos, pet, etc), depois defina o seupúblico(classe a, b, c, uma região, etc), depois comece a fotografar seusamigos para ter uma boa base prática, nesse momento invista também em workshopse livros de fotografia, depois disso fotografe “gratuitamente” atéconseguir produzir um portfolio. Digo gratuitamente, pois nesse começo será umatroca. Para o fotógrafo iniciante que ainda não tem material esse processo éimportante. Sem contar que mesmo trabalhos assim acabam te levando paratrabalhos pagos. Entretanto, desde do início já comece a pensar no valor do seuproduto/serviço.

 

 

– O que essa leitora precisa ter de equipamento para começar afotografar? O que não pode faltar na bagagem de um profissional?

R: Como falei, cada área é muito específica e não há fórmulacorreta. De qualquer forma, eu sou bem simplista com meus equipamentos. TantoCanon quanto Nikon são excelentes câmeras. Como eu trabalho com Canon eu acaborecomendando ela sugiro o seguinte equipamento para quem está começando: CâmerasDSLR Canon T3 + Lente 18-55mm + Lente 50mm 1.8 + Flash Canon 430EXII. Com essekit você pode fazer uma pauta de revista, um aniversário, um book de 15 anos,entre outras coisas. No mercado paralelo(chineses que vendem em galerias daavenida Paulista) esse kit custa uns R$2.000.00

 

– Em média, qual é o mínimo que um fotógrafo pode cobrar porfotografia?

R: Não existe valor mínimo nem máximo. Cobre por aquilo quehonestamente pague pelo seu trabalho e dedicação.

 

Sobre meus workshops, eles acontecem uma vez por mês em grupo e também individualmente(nesse caso o mês inteiro). Aqui temos workhsops de fotografia básica, iluminação e tratamento de imagem. 

Custam em torno de R$400,00 e esse são os programas: https://dofotografo.wordpress.com/iluminacao/ e https://dofotografo.wordpress.com/tratamentodeimagem/

É isso aí, qualquer dúvida é só falar.

 

Grande abraço e obrigado,

 
Leandro Neves

+55 11 45627871
+55 11 949275197
leandro@leandroneves.com

Além disso, cobrar R$1.000,00 em um book não signifca que entra R$1.000,00 de lucro se você precisa pagar maquiador, alimentação, locomoção e impressão. É preciso entender que a grana que entra não significa exatamente “sálario”. 

O triste dessa reportagem é que, além do desrespeito com os fotógrafos, vai ter um monte de mulher de classe C e D investindo todas as suas economias e equipamento fotográfico acreditando que isso vai mudar sua vida em 1 dia!

Sobre a minha história,

Quem é leitor do blog sabe que eu abandonei a bolsa de 100% do Prouni no Mackenzie e um emprego em um multinacional de tecnologia para poder me dedicar à carreira de fotógrafo.

  • De janeiro de 2009 até junho de 2010 eu só estudei e me preparei para pegar os trabalhos pequenos.
  • De junho de 2010 até julho de 2011 eu comecei a pegar os trabalhos pequenos enquanto ia me preparando para pegar os médios.
  • De julho de 2011 até julho de 2012 eu comecei a pegar os trabalhos médios enquanto me preparava para os grandes.

Entretanto, em janeiro de 2012 vendi todos os meus equipamentos e móveis, saí do meu apartamento, doei minhas roupas, comprei um mochilão e me mudei para a Europa para ter mais experiência de vida e profissional para que eu pudesse estar preparado para os grandes trabalhos.

Foram centenas de dias de dedicação full time. Só quem é fotógrafo sabe de todas as trilhas que percorremos, de todas coisas que deixamos para trás e de todas as lágrimas e suor que derramamos para fazer o nosso trabalho ser cada vez melhor. Por isso, dizer que é possível virar fotógrafo em um dia é mais do que uma afronta é quase jogar por terra todo o esforço de uma vida!

Para quem ficou indignado com isso e quiser reclamar, o e-mail da editora chefe é: lygia.rebello@abril.com.br

134 Responses to “NÃO, Você NÃO vai virar fotógrafa em um dia!(e a polêmica da Revista Viva Mais)”


  1. 1 Zé Caetano 07/03/2013 às 19:35

    É, meu amigo, e ainda dá pra emagrecer 4Kgs sem esforço. Em resumo, essa revista mente na capa, de ponta a ponta. Da mesma forma que ninguém emagrece sem esforço, ninguém vira fotógrafo em um dia. Nós que digamos isso, não é mesmo.

  2. 2 Marco Filippetti 07/03/2013 às 19:42

    4 é o número mágico da revista, pelo jeito. Perca 4Kg e ganhe 4 mil reais, tudo sem esforço😉 Eu pediria retratação urgente. O que fizeram pegou muito mal. Abraço!

  3. 4 Thiago Chaves 07/03/2013 às 19:45

    Com todo respeito ao jornalista da matéria, mas ele foi muito “infeliz” nesta redação e não interpretou bem suas respostas. Aliás, a chamada foi proposital, querem mais é vender.

  4. 6 Eliane Garone 07/03/2013 às 19:46

    Post fantástico!! Eu não tinha visto essa revista, mas com certeza não acreditaria na materia. Não sou fotógrafa, mas quero ser. Estou estudando e ajuntando dinheiro para comprar uma T3i ^^ Seria mágico se pudesse ser tudo em “um dia” não? haha

  5. 7 Rita Silva 07/03/2013 às 19:52

    Triste realidade, como as pessoas hoje em dia falam besteiras. Esquecem dos livros de fotografia que lemos, pagamos por eles, ou e-books, pagos tbm, cursos, equipamentos, investimentos para estar sempre aprendendo…luz, aluguél de estúdio, ilimunação, maquiador, personal style, assistente do fotógrafo, e por aí vai… É fácil falar do que não vive…
    Abraços

  6. 8 Renata Kelly Fotógrafa 07/03/2013 às 19:53

    É UMA PENA QUE SEU NOME FOI PARAR NESSA REVISTA… PORQUE INFELIZMENTE JÁ SE ESPALHOU A NOTICIA E SEU NOME ESTÁ ROLANDO COMO “QUE TIPO DE FOTOGRAFO É ESSE QUE FALA ISSO???”. EU COMO PROFISSIONAL ESTOU INDIGNADA, E SE EU FOSSE VOCÊ, PROCESSO NA CERTA!

    • 9 Thiago Chaves 07/03/2013 às 20:01

      Eu acredito que a reputação do Leandro não ficará manchada. A medida que os colegas de profissão tomarem ciência deste artigo, entenderão que foi o jornalista que distorceu e muito a matéria.

  7. 10 Anônimo 07/03/2013 às 20:00

    Acho que antes de atrelar o seu nome a uma revista, site , blog ou o que seja é importante verificar a qualidade da revista e se tem credibilidade, uma revista que é vendida a 1,50 e promete SEMPRE artigos fantasiosos não é uma revista confiável, acho que se tivesse recusado a responder as perguntas evitaria muita dor de cabeça ….

  8. 12 Marcos Candido 07/03/2013 às 20:01

    A Jornalista deve ter feito a Faculade de Jornalismo de 1 dia.
    olha o anuncio;

    Atençao ,se forme na faculdade com uma aula em um unico dia, e esteja pronta para escrever materias com a qualidade do 1 dia.

  9. 14 Anônimo 07/03/2013 às 20:09

    Acabei de encontrar o primeiro fotógrafo formado pela REVISTA VIVA e com o equipamento SUPER TEKPIX… Book à R$19,90… vou comprar uma CORDA para me enforcar….KKKKKK

    Book fotográfico 95% off
    http://www.groupon.com.br
    book com 1 ou 2 pôsteres + 5 ou 10 fotos impressas (15 x 21 cm) e em CD + 1 ou 2 montagens em CD + maquiagem + figurino

    Curtir · · Promover · Compartilhar

  10. 16 Fellipe 07/03/2013 às 20:09

    Vocês tão se incomodando com isso? Calcule então a Ofner, CacauShow e Kopenhagem!!! Ovo de Alfajor dá 5000 de LUCRO! Lucro! E o sucesso é garantido!

    Essa história de foto é pra bobo mesmo. Vou é fazer ovo de chocolate que é muito mais negócio. E se engordar, é só turbinar (seja lá o que isso signifique) os hormônios.

  11. 17 thiago prado 07/03/2013 às 20:10

    Propaganda enganosa, pois na capa esta escrito seja fotografo em 1 dia. Agora esse “jornalista” vem com essa estórinha..kk conversa para boi dormir

  12. 18 Rodrigo Cardozo 07/03/2013 às 20:10

    Qdo vi seu nome, sabia que houve má fé nessa matéria!
    Fique tranquilo brother, seus clientes.. Sejam alunos ou empresas, sabem que tipo de profissional você é!
    E outra, tudo bem se a grande classe C e D comprarem câmeras amanhã e sair por aí dizendo Sou Fotógrafo! O tombo dessa gente será tão rápido qto a formação profissional!
    Grande abraço!

    • 19 Anônimo 08/03/2013 às 10:28

      mas isso q é tão triste qnt a entrevista remanejada. Pessoas ignorantes, gastando dinheiro, investindo em algo q não vai dar retorno, não só por falta de experiencia na área, mas tb por falta de conhecimento, não saber onde, como e pra quem vender esse tipo de trabalho…triste!

  13. 20 Flavio Grana 07/03/2013 às 20:11

    Perdi a paciencia lendo a materia da revista no FB. obrigado por mostrar o te lado da historia!!!! tava quase p*to com “o fotografo que deu essa entrevista” no caso vc!! Abraço!

  14. 21 miely 07/03/2013 às 20:11

    nossa que absurdo , povo realmente não sabe o que fala…

  15. 22 Anônimo 07/03/2013 às 20:13

    Vamos chamar a Delegada Helô pra resolver isso já que a Morena está envolvida com a capa hehehe…
    Relaxa essa revistinha não vai dar em nada, ah não ser em um monte de gente frustrada achando que ia ganhar 4 mil apenas comprando uma DSLR.

  16. 23 Luciana Justice 07/03/2013 às 20:18

    Leo, voce eh uma pessoa boa, e sua resposta rapida so comprova isso.
    Seu nome eh reconhecido e nao vai sobrar gente querendo associar o trabalho/nome deles com o seu. Revistinha de 1.50 nao eh lugar pra voce colocar o seu nome, vivendo e aprendendo… na proxima, diga NAO.

  17. 25 Miguel Neto 07/03/2013 às 20:18

    O imediatismo da fotografia digital não soluciona o problema da falta de critério técnico, cultura artística e bom senso. Por isso a queda de qualidade em muitas peças na mídia, apesar de tanta tecnologia. Miguel Neto.

  18. 26 Peu Azevedo 07/03/2013 às 20:21

    Coloque o ícone do facebook para podermos curtir os posts! hehe abraços

  19. 27 Panmela Castro 07/03/2013 às 20:22

    Direto acontece isso comigo, eu falo X e eles publicam Y. Hj penso bastante e vejo pra que é a entrevista antes de abrir a boca!

  20. 28 Anônimo 07/03/2013 às 20:30

    Queimando a imagem de um fotografo, REVISTA LIXO, UMA FALTA DE RESPEITO CM QM A GENTE

  21. 29 Bia Mansur 07/03/2013 às 20:41

    Deve ser aquele mesmo jornalista de quem não exigem diploma e deixam escrever essas barbaridades!

    • 30 Fernanda 07/03/2013 às 21:47

      Foi exatamente o que eu pensei.
      Se o fotógrafo pode se formar em 1 dia, acredito que os “jornalistas” dessa revista também sigam a mesma linha de estudo.
      Fala sério.
      Cadê a diretoria da Abril para ver que essa revista está expondo a marca e comprometendo o trabalho dos fotógrafos e de jornalistas sérios, que não publicariam isso nunca?

  22. 32 Anônimo 07/03/2013 às 20:49

    irmão, que povo loco! Falta de respeito e ainda mais colocar palavras nos textos que vc nem disse. Absurdo! um grande abraço e tamo junto!

  23. 33 Lidiane Simberg 07/03/2013 às 20:49

    Este jornalista além de não saber interpretar texto, ainda ecreve muitas mentiras.
    Está escrito na matéria, que podemos ganhar até 6mil trabalhando somente aos fins de semana, como assim o fotógrafo trabalha só aos fins de semana? E quando tratam as fotos, editam álbuns, e atendem os clientes? O final de semana cumprido esse heim!

    • 34 Nelson D. Vasconcelos 08/03/2013 às 9:32

      Com certeza eles devem pensar que as pessoas ligam, nos chamam, vamos pra la, tiramos as fotos, entregamos no CD (gravado na hora), recebemos e vamos embora (tudo em 1 dia, ou menos)…

  24. 35 Flavia 07/03/2013 às 21:01

    O jornalismo da Abril ja nao é mais o que era… Ta descendo ribanceira abaixo desde que começaram essa onda de cortar profissionais bons para colocar uma molecada que trabalha pela metade do salario dos seniors.
    .

  25. 36 Rone Bento 07/03/2013 às 21:10

    Certamente que a matéria é prejudicial para quem busca trabalhar sério com fotografia, esse seu post e muito esclarecedor e necessário….Obrigado por dar uma luz nesse desrespeito!

    Rone Bento

  26. 37 acidezadocicada 07/03/2013 às 21:10

    Olha, achei que apenas eu tinha me sentido ofendida com isso! Mas vejo que você também Leandro. No que me cabe, o dano moral é fato e vou processar eles sim. Posso usar essa matéria sua???? Você me autoriza a incluir nos autos isso?
    meu email: isasilvano@gmail.com e prometo publicar na integra, SEM MODIFICAÇÕES o que você me enviar!
    abraços e sinto muito por tudo isso em seu nome!

  27. 38 Denis 07/03/2013 às 21:12

    Concordo com o que a Bia Mansur falou agora. Pois quem é jornalista de verdade, passou por aulas de fotojornalismo durante o curso, e sabe que não se aprende a fotografar em um dia, melhor dizendo, não se aprende a ser um PROFISSIONAL da imagem em um dia. Isso leva dias e dias, livros e mais , artigos e mais artigos, contatos com outros profissionais e mais e mais. E até mesmo aqueles que já tem anos, décadas de profissão ainda admitem que estão aprendendo e que não sabem de tudo. Essa matéria, se é que pode se chamar de matéria, que saiu na Viva, vai totalmente contra vários dos princípios básicos do jornalismo. Com certeza não foi um (a) jornalista profissional quem fez, é como falei no começo, se realmente fosse um jornalista saberia que não é da noite para o dia que se aprende uma profissão que exige estudo e mais estudo, prática e mais prática.

  28. 39 Giovana Delarisse 07/03/2013 às 21:22

    É por essas e outras que a cada semana que passa, brotam “fotógrafos” nas grandes cidades. Gente que comprou uma camera ontem e está vendendo fotografia a preço de banana. Sou fotógrafa há 5 anos. Desses 5 anos, sou fotógrafa full time há 2 anos. Hoje tenho um estudio fotográfico com dois sócios. Um deles é meu marido, que também ama o que faz. Nós dois largamos trabalho fixo, bons salários e abrimos mão de “N” confortos em prol de um sonho, de um amor grande pela arte de fotografar. Estamos batalhando muito pra melhorar nossos equipamentos e sentimos na pele as dificuldades da profissão. Horas e horas de estudo e muito dinheiro investido em equipamentos nada baratos, são duas das inumeros coisas que fazemos. E o ato de fotografar em si, é 1/3 do trabalho. Tem gente que esquece desse “mero” detalhe. Esse tipo de matéria me entristece muito. Mas não abandono minha fé no que faço e ainda acredito em pessoas que compram e comprarão fotos pela beleza e sensibilidade captadas. Mas como você disse, tenho pena de quem vai se agarrar nessa matéria como “salvação da lavoura” e o que irão ganhar no fim, será somente frustração e contas grandes pra pagar.

  29. 40 Luciana 07/03/2013 às 21:33

    Oi, Leandro!
    Essa, infelizmente, é a consequência de tratarem um assunto tão complexo com uma reportagem tão rasa (com objetivos óbvios – que todos nós sabemos… rs).

    Não sou fotógrafa profissional e nem pretendo me profissionalizar. Fotografo somente por hobby (e, 99% das vezes, só natureza e afins) e tive que estudar muito até conseguir manipular corretamente minha câmera e tirar algumas fotos com a qualidade que estava esperando (o que consegui há muito pouco tempo). Eu, que faço só por diversão, sinto uma dificuldade enorme muitas vezes. Fico só imaginando o trabalho dos profissionais, especialmente lidando com expectativa de clientes e horas e mais horas de tratamento, estudo de photoshop, montagem de álbuns e etc. Enfim… me entristece esse tipo de coisa porque não só desrespeita vocês profissionais, como também gera uma ilusão aos leitores da revista, fazendo-os achar que um absurdo desses é possível – tanto os que procuram uma nova carreira quanto os que vão deixar de contratar um bom fotógrafo pelo preço justo achando que ele está superfaturando seu trabalho (sem contar que, pra mim, é também extremamente assustador saber que alguns podem, sim, acreditar nisso e sair totalmente inexperientes fotografando eventos por aí e acabando com a reputação de milhares outros excelentes profissionais…)

    O bom de tudo isso é que eu não conhecia seu blog e, como, sempre que posso, estou procurando ler e me aprofundar na fotografia, fiquei muito feliz de ter te encontrado. Já estou devorando os posts e adorando!

    Keep up the good work!

    Lu

  30. 41 Cesar Castro Fotografiar 07/03/2013 às 21:37

    Olha confesso que quando vi a revista fiquei muito indignado com o Leandro Neves, somente depois que vi a este post percebi que realmente o mesmo foi enrolado digamos assim pelo repórter.
    Eu entraria com uma ação contra a revista ou pediria uma retratação na mesma altura, afinal o seu nome esta sendo manchado nas redes sócias, e quantos dessas pessoas vão realmente saber a verdade.

  31. 42 Edna Colman 07/03/2013 às 21:39

    Relaxa, galerinha do bem!! Diga “cheeese” e seja feliz!!
    O cliente dessa turma do “me tornei fotógrafo em um dia” é aquele mesmo que compra revistinhas de 1,99 – vale quanto pesa.

    Esse cliente, definitivamente não é nosso foco, não é verdade? Não é pra ele que estudamos eternamente, que nos reinventamos todos os dias…

    E se alguém, depois de ler essa matéria, realmente conseguir fazer sucesso ou ganhar algum dinheiro antes de desistir, esse merece entrar pro time! Esse Sim, é fotógrafo e merece todo nosso reconhecimento!!

  32. 43 Thais 07/03/2013 às 21:42

    Processa essa porra !!! Alterar respostas é crime !!!

  33. 44 Fabi Araújo 07/03/2013 às 21:47

    Quando li a reportagem e vi seu nome fiquei chocada. Um profissional de grande respeito ligado diretamente a péssima ma´teria que foi publicada. A sua colocação é certissima. Parabéns por ser um profissional de respeito na fotografia.

  34. 45 Bruno Sampaio 07/03/2013 às 22:15

    já que vc tem essa rotatividade de entrevistas… tenha mais cuidado a quem conceder sua opinião, pois alguns acreditam no que leem, sem falar na situação que fica com demais profissionais… de qualquer forma, aproveite o mkt!

  35. 46 celio 07/03/2013 às 22:25

    Como jornalista me senti envergonhado ao ler aquilo, como fotógrafo me senti enojado. Mais uma vez promoveram um desserviço. Uma falta de conectividade com o mundo real, deveriam falar dos jornais que fecham todos os dias no Brasil, dos abusos, da falta de regulamentação da profissão, da falta de qualidade que gera uma competitividade baseando o preço como fator diferencial e não seus anos de estudo, de dedicação, de investimento em tempo, dinheiro, vida. O que mais me desanima é que amanhã, lá na Paulista vai ter umas 400 pessoas comprando suas T3i com kit fotógrafo, e começando a prostituir ainda mais um mercado que não se aguenta mais. Por favor, pense duas vezes antes de conceder entrevistas, pelo amor de Deus. Tem muita gente boa e séria no Brasil que dedica e vive de fotografia, mas faz com ciência, amor, profissionalismo e há anos. Aliás coloque anos nisso, gente que enfrentou de tudo para conseguir um espaço nesse mercado, e não em um dia.

  36. 47 anerosario 07/03/2013 às 22:36

    que absurdo!!! Até parece que apenas comprar um equipamentozinho por 2mil reias , tomar um cursozinho e já sair tirando fotos de casamento porque são 500 reais qualquer coisa.

  37. 48 Toni Caval 07/03/2013 às 22:39

    A revista custa R$ 1,50 ???? e vai te ensinar a ganhar R$ 4 000,00 por mês com fotografia…Ah! tá!! vem a varinha do Harry Potter junto…

  38. 49 Meire Martins 07/03/2013 às 23:09

    Pois é ,não sou fotógrafa nem por hobby, mas sou uma vitima desses fotografos q se formam em um dia. Meu filho se formou no ano passado, e para fotografar a formatura a escola contratou um fotografo e rateou o valor entre os pais dos formandos. Por ter um fotografo dito profissional na festa, nem me preocupei em tirar fotos, pois o mesmo tirou muitas fotos da minha família. Qto arrependimento!! Recebi o cd com as fotos da formatura, das n fotos q ele tirou do meu filho comigo e com meu marido, só sobrou 1, e todas as outras tbm não ficaram boas. E eu nem tirei nenhuma,ou seja, pouquissimas lembranças desse dia tão especial…

    Qto a matéria da revista, processo neles !!!

  39. 50 Lene Nunes 07/03/2013 às 23:37

    Querido Leandro, como dito há um tempo, as pessoas manipulam e interpretam o que bem desejam. Sei que quando colegas da área ler a revista terão ciência que foi a própria jornalista que interpretou da forma dela o que bem queria e distorceu e ”retorceu” a entrevista…rsrsrs

    Mas é o seguinte. Se fosse assim não precisaria aperfeiçoamento, gasto de tempo, técnicas, investimento em Viagens, Workshop, Congresso e Palestras e manter atualizado todos os equipamentos..fora os entre linhas . Triste com essa reportagem…

  40. 51 Fernando Porteiro 08/03/2013 às 0:15

    Eles conseguiram o que queriam, duas vezes. Primeiro, com a entrevista, conseguiram a matéria. E com a matéria sensacionalista e vocês desesperados, conseguiram a fama. Taí, agora a revista Viva já é mais conhecida do que a Caras, e já pode deixar de custar 1,50, pois alguns desesperados começaram a repassar loucamente a matéria.

    Vou lembrar de uma fala ótima do Advogado do Diabo: “Vaidade – definitivamente, o meu pecado favorito”. Eu também adoraria ser entrevistado pela revista de R$1,50 por ser um super fotógrafo…

    Um deu a entrevista, o outro manipulou. A gente tem que ter cuidado com QUEM fala, e o QUÊ fala. O suposto jornalista retorceu tudo e se aproveitou da boa fé do Leandro. Entretanto, era uma entrevista que poderia ter sido evitada. Pra ganhar 4 mil por mês em um ano, ou tem que ser muito bom, ou tem que ter um Q.I. muito bom, ou tem que ter grana pra se bancar muito no início.

    Se o Leandro demorou 1 ano e meio pra começar a fazer trabalhos pequenos, e em 1 ano ele mesmo disse aquilo da “média boa”, alguma coisa não encaixa… ou será que os trabalhos pequenos são “a média boa”, de dois trabalhos de 500 por semana??? Quero um trabalho pequeno também…

    Pra terminar, não me escondo atrás de anônimo. Fiquem a vontade pra debater, apedrejar… mas sejamos mais claros e menos hipócritas. E parem de compartilhar essa revista medíocre, que daqui a pouco estão falando dela no Fantástico… não temos o que fazer e fazemos alarde por bobagem. É como discutir por causa de Big Brother… quem perde é quem não investe o tempo em coisa melhor!

    Bom fim de semana.

  41. 52 Lúcio Távora 08/03/2013 às 0:27

    Tudo bem! Mande esta pessoa que aprendeu a fotografar em um dia vir trabalhar como fotojornalista.

  42. 53 Lúcio Távora 08/03/2013 às 0:29

    Sou fotojornalista, trabalho em Salvador,só eu minha família sabemos como é árduo viver de fotografia. Matéria irresponsável.

  43. 54 Vitória Cabral 08/03/2013 às 0:47

    #chateada, poxaa queria emagrecer 4 quilos e ainda virar a ninja da fotografia pagando um real e pouco. me iludaaaaaaaaaa
    kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  44. 55 Ricardo Valarini 08/03/2013 às 0:49

    Sou Fotógrafo e esta ” Matéria ” é uma Vergonha…fora da realidade…Deveriamos escrever nas redes socias sobre isso uma semana sem parar…ir para a tv..radios etc..e pedir para a Revista se retratar formalmente.

  45. 56 Laercio 08/03/2013 às 0:52

    Comecei a fotografar em1983, tenho empresa legalmente constituida desde 1993, amo o que faço, e acho tudo isto lamentavel, sabemos muito bem que não é assim que as coisas acontecem, mas basta voce visitar qualquer empresa de formaturas, e ver que la existem muitos “fotógrafos”, senão de um dia, mas com no maximo uma semana feliz por ganhar um cache de R$ 180,00… Isso é uma vergonha….

  46. 57 Hildegard Schuur 08/03/2013 às 0:57

    Esta “MATÉRIA” faz pelo menos tres gerações da minha familia de fotografos indignadas….meu avô GERMANO HEINEMANN, meu tio PAULO HEINEMANN, meu irmão GERMANO SCHUUR e seu filho DANIEL….fotografos maravilhosos….que se dedicaram anos a fio para serem verdadeiros fotográfos….

  47. 58 Júlio Frutuoso 08/03/2013 às 1:00

    Cara, estou começando neste mundo e suas respostas ao “jornalista” me esclareceram muitas coisas. Obrigado.

    Vi seu blog em uma comunidade do Face. Vou seguir mais vezes.

    Abraço.

  48. 59 Lidia 08/03/2013 às 1:34

    Ainda bem q li essa sua resposta aqui.. pq eu ja tava queredo te dar um socao kkkkkkkkkk

  49. 60 Suellen Lima 08/03/2013 às 1:42

    Que absurdo essa revista escrever uma coisa dessas ! É pra morrer mesmo ! Que vergonha Revista VIVA !!!!!!! QUE VERGONHAAAAAA

  50. 61 Alessandra Gouveia 08/03/2013 às 1:56

    Meu Deus, estou horrorizada, 4 anos de bacharelado,mais de 5 cursos de reciclagem e especializaçoes, muito gasto com equipamento, 8 anos de experiencia e ainda não consigo 4 mil líquido, isso é um desrespeito com nossa profissão, da p alguem mover um processo contra essa revista, estão prostituindo nossa carreira duramente conseguida. Só sei q algo tem q ser feito, gostaria de ser infomada sobre o andamento dessa falta de respeito.

  51. 62 carlos malva 08/03/2013 às 1:56

    Esta Revista tinha que chamar morte, o problema e de pessoas sem informacao com problemas financeiros entra em dinheiro a juros p compra um equipamento pensando nos 4.000.00 por mes sou crianca na fotografia e mais 10 anos vamos continuar criancas pq fotografia todos os dias tem novidades

  52. 63 Glauce Loureiro 08/03/2013 às 2:11

    nossa se fosse assim já era pra está milionária pq comecei no ramo à um ano e até agora estou pastando pra chamar clientes para meu studio. Dessa vez discordo como tema. Eu comecei investir numa câmera pequena e fiz somente evento pequeno e depois tive que trabalhar fora para investir no notbook para tratar das fotos e no equipamento mais adequado, fora q ainda falta a lente e flash e ainda diz q sai ganhando 4 mil? Eu não tou ganhando nenhum desse valor por enqto. Pelo ao contrário estou tirando comida da minha boca pra investir em marketing para chamar clientes e olha que teve uma pessoa que achou que a minha caneca com a foto tirada profissionalmente tratada e montada com chocolates estava cara qdo disse que era 20,00 e pesquisei e não está. Essa reportagem desvaloriza mais o nosso trabalho. Eu mesmo trabalhando no ramo tenho muito a aprender e jamais parar de buscar novos estudos na área. Tudo bem que uma parte ajudou a dá uma ideia como começar pra quem está iniciando e jogando um preço por cima dependendo de cada cidade ou estado. Eu confesso que a única coisa que estou perdida é na hora de tabelar os preços,por enquanto. Mas também não coloco ao ponto de desvalorizar um trabalho e nem encarecer exageradamente. Essa reportagem que fizeram e quem leu vão achar que é ir clicar e pronto elas que pensam assim. Porque a maioria dos clientes mal sabe a paciência que temos ter na hora de tratar de uma foto, montagem e designer tipo diagramar.Deve encaminhar um relato leitor para a redação para a próxima publicação.Muita gente vai mais na embalagem do que na qualidade.

  53. 64 Jairo Backes 08/03/2013 às 2:22

    Ao meu ponto de vista ele manipulou bem as perguntas, foi uma boa armadilha e infelismente você caiu!!! Da próxima vez tome cuidado, analise bem as perguntas, que saberá onde quer que o indivíduo quer chegar.

  54. 66 Giovanna 08/03/2013 às 2:24

    Um absurdo isso. To aqui nos EUA, vou gastar uuuumaaa grana com curso pra melhorar o meu trabalho que está NO COMEÇO desde que me formei em publicidade e propaganda, sempre foi um SONHO, eu sempre soube o que queria mas só agora to podendo me dedicar a poder trabalhar com o que eu AMO que é fotografia, e ler umas cosias dessa, é de IRRITAR.
    Um absurdo o que muitas mídias fazem pra ganahr audiencia.
    Não tem escrupulos, falam o que bem querem.

    Eu adoooro seu blog e parabéns pelo seu trabalho.
    Espero daqui alguns tempos estar no mesmo nivel, dando workshop e tudo mais. Só quem é fotografo sabe do esforço que é e a grana que gastamos pra muita gente nem dar muito valor.
    Como vc mesmo disse, ninguém vê que tem que pagar maquiador, até cabelereiro, transporte, pagar seus gastos com studio e ainda ter que estar sempre gastando pra melhorar cada dia que passa!

    Sucesso!
    Giovanna Frange

  55. 67 Fabricio Guarda 08/03/2013 às 2:45

    Isso é um absurdo!!! eu sou professor de um dos cursos anunciados na matéria, e não é nada disso que eles falam. É preciso muito esforço e muita dedicação pra se obter sucesso na fotografia… Nosso curso básico é de apenas um dia de duração, mas é muito completo e, realmente pessoas que muitas vezes só sabem ligar a câmera e disparar, saem do curso sabendo como fazer uma fotografia mais bonita, com o enquadramento correto e aproveitando a luz natural da forma certa. A nossa idéia não é de que todos os alunos que fizerem o curso devem trabalhar com isso, de forma alguma, queremos sim é que as pessoas fotograrem cada vez melhor, e estamos conseguindo isso, muitas vezes os alunos saem felizes porque conseguiram fazer uma fotografia igual a de um profissional, mesmo usando equipamentos mais simples. Já ministramos cursos para mais de 500 pessoas, e apenas 4 ou 5 destes estão trabalhando na área, com estúdio montado e cobrindo eventos, ou seja 1% de todos que já fizeram o nosso curso.
    A coisa não é bem assim não, o cara acorda e fala: “hoje vou virar fotógrafo…”
    Meu amigo,
    bata umas 50 mil fotografias depois pode falar que está pensando em virar fotógrafo.

  56. 68 MM 08/03/2013 às 3:39

    Tudo isso só me faz ver como a profissão esta prostituída, com pseudos professores de fotografia, com pseudos profissionais que não tem nem cinco anos de profissão e saem por aí, dando receitas e/ou ensinando o que não sabem, sem falar no despreparo de uma porra de uma repórter, (Lydia) igualmente despreparada, que solta uma matéria, se é que se pode chamar isso de matéria!! Fomentando a superficialidade, o encremento da já tão prostituída profissão, sem pensar no caminho e na estrada que temos que percorrer, com estudo, práticas e anos de estudos e grana investimento.
    A minha pergunta é: Aonde essa mina estudou jornalismo?? Quem será que esta fazendo esta revista??? Kd o editor dessa coisa que custa R$ 1,50…
    Vergonha é o que vcs deveriam sentir. E VIVA A PUTARIA EDITORIAL….. VIVA A PROSTITUIçÃO FOTOGRÁFICA E JORNALÍSTICA…… VIVA O TÃO CONHECIDO QI.

    E MAIS,,,,,, NAO ADIANTA SAIR FORA DO PAÍS E DEPOIS VOLTAR FALANDO MERDA…… O FATO DE SAIR FORA DO PAÍS COM UMA MUCHILA NAS COSTAS NÃO DA DIREITO E NEM BAGAGEM PARA DAR RECEITAS PRONTAS PARA UMA PROFISSÃO TÃO COMPLEXA..
    ANTES QUE EU ME ESQUEÇA – APERTAR BOTÃO COM A MAQUINA DEVIDAMENTE PROGRAMADA É MUITO FÁCIL….
    ESTUDEM LUZ, COMPOSIÇÃO E CLIQUEM MUITO, ESCUTEM OS MAIS EXPERIENTES, DEPOIS CLIQUEM, VOLTE A ESTUDAR LUZES E TALVEZ DAQUI HA ALGUNS ANOS VCS PODEM COMEÇAR A ENTENDER DO QUE ESTAMOS FALANDO…………….. VERGONHA!!

  57. 69 Gabelita 08/03/2013 às 8:41

    O triste é que de uma entrevista tão completa e detalhada, o jornalista usou uma única frase…😦

  58. 70 Adriano Alves 08/03/2013 às 9:21

    Boa resposta a quem acha que a vida de fotografo e fácil !! Sou amador e não vejo essa facilidade toda se não eu estava rico !!! Jornalista distorce as palavras, são jornalistas que não são sérios !!! E o mesmo dizer que qualquer um pode ser jornalista porque você tem a internet para você falar o que quer !!!

    Enviado do meu iPhone

  59. 71 Marcos 08/03/2013 às 9:42

    Compactuo com a indignação geral. Levanto dois pontos: que credibilidade se dá a uma “revista” (eu chamaria Pasquim) que custa 1,50 e é da editora Abril? Eu larguei a fotografia porque estava de saco cheio de meia dúzia de sem-serviço cobrar 1/5 do valor achando que seria o máximo. Porém cliente mal atendido por outro é cliente perdido de qualquer forma.

  60. 72 Manuela Acioly 08/03/2013 às 9:59

    Devemos espalhar o link para esta página, a resposta do Leandro Neves. Sempre acompanho grupos e páginas sobre fotografia e de fotógrafos no Facebook, a notícia do absurdo dessa revista está aparecendo de vez em quando, sempre respondo colando o link para cá e dizendo que não é nada daquilo que está estampado na revista.
    Umas forma de desmentir esse absurdo.

  61. 73 Eliane 08/03/2013 às 10:13

    tem gente que compra esse tipo de revista? putz comprem uma National Geographic vale muito mais a pena!

  62. 74 Nazaré Araújo 08/03/2013 às 10:15

    Fico tão indignada com essas coisas. Seca meu sangue! O caminho é longo para ser construido, bem sabe quem vive na area, um leão para matar a cada dia. Equipamentos caros, cursos caros, livros caros, tem que ter muito AMOR a fotografia…

  63. 75 Thiago Araujo 08/03/2013 às 10:32

    Agora você já sabe, não dê entrevistas para qualquer veículo, no fim o que poderia ser positivo para você, virou um problema!

  64. 76 Bruno Mancini 08/03/2013 às 10:42

    Olha, eu nem me preocupo com a revista que quer vender sua publicação e faz matérias sensacionalistas. A minha concorrência não será com a pessoa que fez de uma palestra um curso e que venderá suas fotos no automático e que ficará com uma única lente o resto da vida. Nem mesmo com uma pessoa que trabalhará com uma máquina na qual nem sabe mexer. Essas pessoas não são concorrências minhas e não vou querer ter o cliente que eles terão, que quer desconto e boa qualidade. Portanto a matéria esta ganhando proporções erradas. Estão falando de aventureiros que não durarão muito, que só entrarão na “onda”.

  65. 78 Leonardo Perdigão Coelho 08/03/2013 às 11:38

    Eu acho que além de reclamar, teríamos que abrir um processo contra essa revista, pois ela esta desvalorizando nossa carreira.

  66. 79 Daniel Valenti 08/03/2013 às 12:00

    Cara Editora, Lygia

    Venho por meio desta, oferecer meu trabalho como fotógrafo
    após ver a materia na revista VIVA, VIRE FOTOGRAFA EM UM DIA.

    Gostaria de ser contratado e ganhar 15 mil por mes!

    Eu explico veja bem, se alguém pode virar fotografo em um dia e ganhar 4 mil

    Entao eu vejo a possibilidade de ganhar os miseros 15 mil e digo
    porque:

    Sou formado, levou muito e muito tempo (e nao foi barato).

    Possuo equipamento de ponta e garanto, apenas o seguro do equipamento fotografico cobre o valor do seguro do seu carro.

    Os livros, Workshops, feiras, conferencias e mais a dedicaçao e experiencia, sim podem tornar um fotografo profissional.

    Mais ainda sim, pode! virar um fotografo em um dia, mas nunca, jamais sera um fotografo PROFISSIONAL.

    Obrigado.

  67. 80 Glauce Loureiro 08/03/2013 às 12:08

    pensei e farei um mini vídeo apontando como comecei e como é o trabalho de nós fotógrafos de forma mostrando aos clientes e a sociedade que acham que é ir somente pegar a câmera,modelo,clicar pronto a foto está aqui. Quem interessar acompanhar o meu vídeo que enviarei no meu facebook é só visitar na página http://www.facebook.com/glauceloureirofotografias.
    e no meu perfil Glauce Loureiro. Vou tirar um dia e mostrarei como é o trabalho que qualquer um vem e desmorona e faz mais os clientes desvalorizar o nosso trabalho e tempo que é precioso tbm que muitos abrem mãos de passar um dia,principalmente em sábados e domingos, longe da família, namorado, amigos enfim. Um trabalho que não tem sábados e nem domingos.
    Assim que eu lançar e ficar pronto volto a comunicar pra quem aprova essa minha ideia os Manking offs dos fotógrafos.
    Lá pra Segunda fica pronto e terei o prazer de mandar o material da filmagem para a redação da Revista Viva e quero ver se vão discordar como reportaram. E ainda desafio a revista contratar a primeira fotógrafa e leitora que começar a ganhar 4mil reais de um dia para outro como prêmio Ouro Leitora que virou Profissional em 1 segundo ou 60 segundos.

  68. 81 Karla Souza Méra 08/03/2013 às 12:09

    Como escrevi no perfil da Revista no facebook, vire fotógrafa em 1 dia e ganhe 4 mil processos por mês.Isso é um absurdo, tratam o fotógrafo como aventureiro.

  69. 82 Renato B. Eck Zorn 08/03/2013 às 12:19

    Olá Leandro!
    Muito legal você dar a sua versão dos fatos, provas e nomes!!! Parabéns pela disposição!
    Aquela revista, o jornalista e a editora chefe, tornaram-se uma piada pelas próprias atitudes. Podemos apenas nos lamentar por aqueles que acreditam em reportagens assim e irão mergulhar na profissão, se desiludindo e tendo grandes prejuízos. A revista terá, sim, sua parcela de culpa, mas a ingenuidade daqueles que acreditam em tudo o que leem passa a ser culpa individual de cada um. Para cada pessoa que SAI do meio fotográfico, fica uma nova confirmação para nós de que a profissão é séria e merece respeito!
    Renato Eck

    • 83 Romys Zappet 08/03/2013 às 12:47

      É meu caro. Infelizmente estamos em um ataque de notícias onde nos leva aos super meu sucedidos, bem pagos, de serviço fácil e pior, “que fotógrafo é trabalho de quem não gosta de ralar” assim já ouvimos. Essa revista não tem muito o que me amedrontar, até mesmo porque nem sabia que ela existia, mas em ocasião de grande massa, pode se tornar uma bomba. Quero pedir desculpas pela ignorância que me torna alienado em não conhecer a revista, mas tenho certeza eu MEU TRABALHO como FOTÓGRAFO não vai e nem será surrado por poucas palavras sem sabedoria e conhecimento.

  70. 84 Thiago 08/03/2013 às 12:41

    quanta confusão! tinha que ser repórter para fazer uma coisas destas.

  71. 85 Marcos Borges 08/03/2013 às 13:21

    Parece muito com as tentativas de vendar a forma ideal e, dessa vez, eficaz e sem esforço, da dieta da hora. Fui jornalista e hoje vivo da fotografia na Dinamarca. Passados 10 anos ou mais na profissão, eu ainda hoje tenho muito o que aprender na arte de fotografar. Fotografia é um estudo contínuo. Não é apenas pôr pressão no disparador… Esse tipo de matéria visa apenas uma tentativa desesperada de vender a revista a qualquer preço. Mesmo que isso venha a custar o trabalho de seus próprios fotógrafos. A matéria desenforma o leito da revista. Lendo-se matérias maquiadas como essa, pose-se ter a o retrato real do conteúdo dessa revista…
    Sinto muito que você tenha passado por isso.
    Abraço

  72. 86 Maria Luiza 08/03/2013 às 13:43

    Deixa a trouxa gastar todo seu dinheiro acreditando que vai virar fotógrafa por um dia.
    Dá pra fazer analogia com anúncios de como aumentar sem pênis na internet.
    Você acha que dá? Então vai atrás, mas nada é tão fácil assim.
    Se a pessoa realmente acreditar que faz R$4 fácil tirando fotos, deixa ela. Vai aprender com a vida como não se deve acreditar em tudo que lê.
    Beijos

  73. 87 Arthur 08/03/2013 às 14:01

    O pior de tudo nessa história é que o estrago já foi feito…

  74. 88 Daiane Muniz 08/03/2013 às 14:04

    Começei a facul agora e tô achando maravilhoso e tô vendo que não dá pra ser fotógrafo em um dia… Vc até pode tirar foto, mas captar o momento, ser criativo, saber pegar ângulo e foco… Não se aprendeem um dia… Obrigada

  75. 89 Agrippina Vaganova 08/03/2013 às 14:21

    Eu acredito que a chamada de capa da revista enquadraria como “propaganda enganosa”, já que por se tratar de um produto (revista) ela vende a proposta “como se tornar fotógrafo em um dia”

  76. 90 Henrique Pimentel 08/03/2013 às 15:09

    Acho que vou fazer um curso pra astronauta por correspondência.
    Putz minha profissão virou lixo, obrigado VIVA pela belíssima reportagem, muito coerente.
    O curso de astronauta é pra ver se mudo de planeta porque esse já era.

  77. 91 Henrique Pimentel 08/03/2013 às 15:10

    Tem um cara dando aula de fotografia pra minha prima que nunca pegou numa máquina.

  78. 92 leandr 08/03/2013 às 15:40

    Caramba, eu vi essa revista e a matéria numa pagina do facebook sobre fotografia, não tinha noção que foi você quem respondeu as questões deles…totalmente manipulada suas respostas, mal eles sabem como é difícil virar fotografo, que palhaçada da parte deles. Você pode processar eles!

  79. 93 Félix Iglesias Llano 08/03/2013 às 17:12

    O facto de ter uma caneta de ouro, uma letra muito bem feita, nunca farão de você um escritor.

  80. 94 Lorena Nogaroli 08/03/2013 às 17:14

    O Naptec – Núcleo de Aprendizado Profissional e Tecnológico -, localizado em Curitiba (PR), informa que, ao contrário do que foi publicado nesta matéria, não possui nenhum curso profissionalizante na área de fotografia com menos de 92 horas.

  81. 95 abrapinheiros 08/03/2013 às 17:45

    Oi Aqui é Bia Ferrer (fotógrafa) falando pelo blog da ABRAPINHEIROS, escola de artes em que ministro cursos de fotografia.
    Puxa…que babado isso!
    Eu fiquei sabendo por uma aluna que disse ter visto a revista, ai hoje um outro fotógrafo amigo, o Paulo Pêpe, me passou essa matéria por facebook. O pior é que a entrevista original está super bem feita, suas respostas são sensacionais e são exatamente as mesmas dicas que passo em sala de aula.
    Fiquei um pouco chocada sim, é desvalorizar uma profissão que é tão importante: o registro.
    E não se aprende fotografia só aprendendo a técnica…é claro que o buraco é mais embaixo! Sou fotógrafa há 15 anos, e nunca deixei de estudar, estudar, testar, fazer foto de graça para testar mais um pouquinho…
    O pior é que o que vejo são cada vez mais pessoas achando que fotografar é fácil…apertar o botão é sim, mas daí pra fazer uma foto sensacional existe um grande abismo kkk.
    Bjk!

  82. 96 João Noronha 08/03/2013 às 19:02

    Eu NÃO VIREI fotógrafo em um dia!

  83. 97 Milena 08/03/2013 às 21:23

    É um absurdo total essa matéria! Como foi falado em um dos comentários acima, a capa já engana em vários aspectos! Emagrecer sem esforço?? Virar fotógrafa em 1 dia?? Como que algum leitor iria confiar em uma revista no valor de R$1,50?
    Sou aluna de Tecnologia em Fotografia e tenho propriedade em dizer que não se torna fotógrafo em um dia NUNCA! Se for para “apertar um botão” talvez sim, agora para fotografar de verdade tem que ter o olhar apurado, tem que ter estudo de imagens, tem que ter bagagem visual! Não é bem assim que as coisas funcionam não…
    Sem contar todo o investimento que tenho por conta do curso e meu equipamento também. É para desanimar qualquer profissional de verdade…

  84. 98 Lenora Avila 08/03/2013 às 22:02

    Meu marido é fotógrafo e ele tb NÃO VIROU FOTÓGRAFO EM UM DIA!!! São anos de estudos. Viagens em que ele deixa a mim e nossas filhas em casa torcendo por ele. Torturas mentais por ter de escolher entre deixarmos de fazer um passeio com as meninas ou comprar algum equipamento que esteja precisando para melhorar ainda mais as fotos.
    Essa matéria não é uma falta de respeito apenas com os fotógrafos. É uma falta de respeito com as famílias que sabem o quanto é uma vida de sacrifícios mais do que é glamurosa!

  85. 99 Nathalia Zandavalli 08/03/2013 às 22:31

    PESSOAL… O ESTRAGO AINDA PODE SER CORRIGIDO!!! VAMOS INSISTIR / EXIGIR PARA QUE A REVISTA / EDITOR SE RETRATEM E PUBLIQUEM UMA ERRATA NA PROX. EDICAO DA REVISTA! ESCLARECENDO OS FATOS. O Q ACHAM? SR FERNANDO, PODERIA DAR PROSSEGUIMENTO NESTA RESOLUÇÃO? GRATA.

  86. 100 SINDIFOTO-BAHIA 09/03/2013 às 9:57

    REPÚDIO TOTAL!

    NÃO PODEMOS VER ISSO E ACEITAR , SOMOS PROFISSIONAIS MERECEMOS RESPEITO PELO NOSSO TRABALHO DIGNO.

    DIGAM SIM A REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO!!

    http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2012N24977

    Será uma das melhores respostas para esse segmento desvalorizador, que não vem só da revista, está infincado na sociedade,

    VALORIZAÇÃO E RECONHECIMENTO JÁ!!!

    A sociedade clama por esclarecimentos.

    SEMINÁRIO DE FOTOGRAFIA 2013. salvador/Bahia.

    www,sindifotobahia.com;br.

    SINDICATO DOS FOTÓGRAFOS DA BAHIA.

  87. 101 joao cruz 09/03/2013 às 16:32

    NOTA DE APOIO AO IRMÃO FOTÓGRAFO LEANDRO NEVES

    DEVEMOS ANTES DE TUDO SER CUIDADOSO COM ESSES REPORTES ARAPUCAS ,POIS ELES VIVEM TRIDIMISIONADO TUDO QUE DIZEMOS. SÓ QUEM TRABALHA SABER O VALOR DE SEU SUOR .TEMOS SIM QUE DAR UMA RESPOSTA, NÃO PODEMOS MAS FICA CALADO DIANTE DESSE ABSURDO. NINGUEM NASCE FALANDO, PASSAMOS ANOS PARA NOS APRIMORAR, . BASTA! CONTE COM MEU APOIO E DOS FOTOGRAFOS BRASILEIROS, LEANDRO NEVES.
    JOAO CRUZ
    COORDENADOR NACIONAL PROJETO FOTOGRAFO LEGAL.

  88. 102 Maria Ileide de Oliveira Miklasevicius 09/03/2013 às 17:32

    Aposto que quem escreveu esta materia nao tem a minima idéia do é ser um fotógrafo profissional. Eu fico indignada com a capacidade que esse pessoal tem em despeitar nossa profissão. Apenas 1 dia e vire um fotografo, é o maior absurdo que ja ouvi em toda minha vida. Lamentavel Abril!

  89. 103 Eduardo Barros 09/03/2013 às 17:52

    Apesar de seu nome estar de certa forma envolvido neste ato ridiculo, confio que sua retratação é por demais oportuna. E todos nós faremos bem em escrever um REPUDIO ao e-mail da redatora que distorceu as palavras da nobre colega que sem dúvida falou de modo certo e foi exposto de modo equivocado. NOTA DE REPUDIO A ESTA EDITORA POR MEIO DO E-MAIL CITADO.

  90. 104 Sabrina Mix 10/03/2013 às 10:24

    Ai, Leandro!

    Agora fiquei INDIGNADA com a cara de pau dessa revista. Totalmente sem noção!

    Beijos e sucesso!!!

  91. 105 Marcus Vinicius Pavan 12/03/2013 às 18:20

    Leandro, se a repórter / editor / ou sei lá quem deturpou o que você disse, não caberia um pedido seu de retratação da revista? Querendo ou não, os leitores serão iludidos pelo que foi publicado!

    Saudações

    Marcus

  92. 106 fabiano zig 12/03/2013 às 19:04

    Me identifiquei com o seu início pois estou em meu início também. Faz um ano que sou assistente de uma grande amigo e fotógrafo que está há 15 anos no mercado. Estou na fase de aprendizado e já peguei uns trabalhos pequenos, ou seja, estou no caminho, estou no processo e sei o quanto é difícil… Trabalho, ou melhor, estudo com uma câmera, lentes, flash e baterias emprestados e quanto mais eu aprendo mais eu vejo o quanto eu tenho que aprender, ou seja, o aprendizado é infinito. De um dia para noite você só se transforma se ganhar algum prêmio na loteria (isso se você joga), ou fazer alguma merda e for preso e para finalizar, só se morrer mesmo. Nada nessa vida vem fácil e você não se torna outra pessoa do dia pra noite a não ser nos casos acima citados. Grande abraço!

  93. 107 wilquem 12/03/2013 às 19:48

    Eu acho que a revista foi mal interpretada, ela errou por 1 dia, em 2 dias é possivel virar fotografo eu provo e é a realidade é só procurar

    curso basico 12h
    book moda 8h
    Workshop Iluminação Estudio Externa 8h
    Casamento 12H
    Workshop de Tratamento de Imagem 6h

    Total 46 horas, ainda sobra 2 horas pra trocar ideia.

    Estamos reclamando do que?

    E sobre os 4 mil reais, vamos ser sinceros, quantos aqui não sairam do seu emprego fixo ganhando lá seus 3mil, 4 mil trabalhando de segunda a sexta achando que virando fotografo ia ganhar a mesma coisa trabalhando final de semana? Poucos passaram mais do que essas 48 horas estudando para cair em campo e anunciar que era fotografo.
    Conheço varios casos de pessoas que fizeram alguns cursos e sairam por ai dizendo serem fotografos mas não tiveram a coragem de sair de seus empregos para viver só de fotografia, mas em contrapartida outras pessoas que só tinham o dinheiro pra comprar a camera e hoje estão muito bem sucedidos. Tirando aqueles que começaram no filme esses sim tem o meu maior respeito.( eu comecei ja no digital).
    Não tenho nada contra ninguem aqui, só coloquei meu ponto de vista depois de ver a materia, xingar a revista pra caramba e esfriar a cabeça e analisar a situação atual do nosso ramo.

  94. 110 JM 14/03/2013 às 19:29

    É Triste de ver esse tipo de matéria por uma Empresa de Nome tb pelo preço da Revista vai esperar oque ? Brincadeira…
    Não sabe o Fotografo Brasileiro passa para investir na carreira como compra de livro investimento em palestra curso para estar sempre atualizado é triste se em outros pais perderia o Emprego.
    Respeite para ser respeitado publicou ciente que teria uma resposta imediata pode ter certeza o mundo da muita volta o nome de vcs vão esta gravada e lembrado por essa matéria que deixou muita gente da nossa classe chateada e magoada.

  95. 111 Ricardo Policarpo 15/03/2013 às 0:41

    Diante de tantos anúncios de facilidades para entrar na profissão, essa matéria foi a mais apelativa que já vi e fico me perguntando o que está realmente por trás de toda essa polêmica?
    Sou fotógrafo de casamento em Recife mas antes de me lançar na profissão ralei muito em eventos menores buscando capacitação pois não haviam tantos cursos e facilidades que existem hoje em dia. Exigia-se talento e muito exercício prático para se aprender. Além disso, as maquinas não tinham o visor para saber se estava saindo certo ou errado. Mas depois da entrada dos equipamentos digitais, choveu um leque de fotógrafos acreditando que o equipamento é quem faz o fotógrafo e os cursos, o credenciamento ao acesso fácil.
    Uma coisa é certa, se fosse fácil ganhar dinheiro com fotografia, um grande número de fotógrafos não estariam virando instrutor para ter melhor qualidade de vida e lucro certo – A ideia de que basta ter uma máquina profissional e um curso eleva a cobiça pela profissão e torna fácil o apelo para conquistar cada vez mais novos candidatos achando que se tornarão fotógrafos de imediato.
    Muitos que se engajam a lecionar, não teem a preocupação de alertar sobre as dificuldades para seguir a carreira. Na avidez de conquistar mais seguidores e ao mesmo tempo melhorar seu marketing, ignoram itens primordiais que deveriam ser abordados antes.
    Falar que é fácil montar um site, fazer um portefólio e começar a cobrar (o quê e quanto?) o que achar certo, é mais atrativo do que enumerar todas as etapas de dificuldades que enfrentamos. Isso não seria atrativo.
    Além disso, a grande maioria dos docentes, são excelentes fotógrafos, redatores e seu próprio portefólio é um grande exemplo sendo usado para inspirar os novos. Esquecem no entanto, o primordial. Avaliar o dom ou talento. Sim, digo talento, porque fotografia é arte, assim como a música, a pintura, a dramaturgia e outras profissões que requer dom ou talento individual. No dia que os docentes pararem de mostrar apenas seus belos e próprios trabalhos para ver os olhinhos dos alunos brilharem e passarem também a tentar descobrir ou desenvolver talentos de forma consciente, orientando-os a respeito dos encalços que deverão enfrentar, o mercado passará a ter mais referência e menos especulação e ilusão ao lucro fácil.

    Não estou aqui querendo repreender nem crucificar quem qualifica e treina novos fotógrafos. Mas alertar a quem se propõe a ensinar, de ter mais ética e buscar formas de estimular e descobrir novos talentos e daí sim, desenvolver um trabalho sério, que pode dar resultados positivos para a profissão. Além do cuidado com as mídias que escolhem para o seu marketing pois pode haver apenas interesse no lucro e na exposição.
    Sei que essa polêmica leva alguns a criticarem o posicionamento do fotógrafo, mais esquecem que causar polêmica pode ser um marketing desejável para as partes. Quem sai perdendo? quem acredita em lobo bom!

    • 112 Fernando Porteiro 15/03/2013 às 0:54

      Tá, agora eu vou virar pros meus alunos e dizer pra eles largarem do curso se não tiverem talento, sendo que nem sabem o que têm, pois ainda não puderam por à prova com uma câmera decente.

      Ética e dom pra ensinar são duas coisas que os professores de qualquer coisa deveriam ter. Muitos apenas são ótimos profissionais, mas não sabem passar informação.

      Enfim… cada um que faça como quer. É incrível o nível dos comentários…

    • 113 SINDIFOTO-BAHIA 15/03/2013 às 11:51

      O senhor está certíssimo em todo o comentário, solidarizamos com seus argumentos.

      Em tempo, solicitamos apoio ao projeto pela regulamentação e a assinatura da petição pública, participe para que dessa forma todos nós profissionais sejamos reconhecidos do nosso devido valor.e sacrifício de cada dia para exercermos a profissão de forma sustentável, pensando no passado, presente e futuro.

      http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2012N24977

      DIGA SIM À REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO.

      http://WWW.SINDIFOTOBAHIA.COM.BR

      AGRADECEMOS A OPORTUNIDADE.

  96. 114 FAMILIA FOTOGRAFOS DO BRASIl RESPEITE 15/03/2013 às 19:11

    Tamos tomando Providencia pelomenos minha Familia.
    Depois desta publicação desmoralizando toda nossa classe.
    Todos da minha Familia que tem assinatura com a Editora vai cancelar
    E todos deveria fazer o mesmo todos os fotografos cancelar algum tipo de assinatura com essa revista eles não teve nem um respeito por nós.
    É isso tera resposta pelo menos da minha familia de FOTOGRAFOS.

  97. 115 Bob 17/03/2013 às 9:06

    A falta de respeito jornalística, expõe não só a profissão do fotógrafo, como a do jornalista. Fica nítida a forma como o anti ético jornalista em questão vai conduzindo as perguntas para criar a matéria. O desrespeito maior é com as leitoras, mulheres na grande, imagino, de baixa renda e tratadas como “gordas otárias”. Se eu fosse a mulher que usam como parâmetro de leitora, deveria AGORA estar fazendo umas contas de quanta grana meu esposo fotógrafo com mais de 10 anos de experiência, levanta por mês!!!
    Sugiro uma matéria para a próxima edição ao “jornalista” anti ético:
    Aprenda a recortar com sensacionalismo as entrevistas de pessoas de sucesso e grande 4 mil reais por mês trabalhando na Revista VIVA MAIS”.
    :p

  98. 116 Rodrigo Alves 22/03/2013 às 21:28

    Leandro, tudo bem? Este triste episódio me inspirou a escrever um texto. Publiquei semana passada no Jornal de Piracicaba e no meu blog. Segue link para conferir.

    http://dandonota.wordpress.com/2013/03/15/artigo-jornal-de-piracicaba-2/

  99. 119 Verena | Fotografia 09/04/2013 às 14:40

    Que furada! Raça de aproveitadores! Fiquei indignado com aquele site que utilizou sua fotografia do Rio de Janeiro inadvertidamente

  100. 120 adriana 11/04/2013 às 23:11

    Nos bem sabemos as incontaveis horas de estudo, dedicacao e pesquisa… muita batalha mesmo para se tornar um bom fotografo… e nem muitos anos de estudo fazem de uma pessoa um grande fotografo… e preciso muito alem de um dia, de muitos dias ou muito equipamento… e preciso tambem dom, olhar…experiencia de vida, paixao!!! Leandro… sou sua fã!!
    Beijo!!!

  101. 121 Marcelo Lamar 10/06/2013 às 20:12

    Caros colegas indignados, temos(me incluo com vcs) que pensar a respeito: É mentira o que disse a revista? Hoje qualquer um que comprar uma camera colocar ela no automático e sair fazendo Free para muitas empresas ai do mercado que não estão nem ai para qualidade não vai ganhar dinheiro? Ou mesmo vendendo book ou sessão fotográfica em sites de compra coletiva? A verdade é que qualquer um pode vir para profissão independente de ter ou não estudado, de ser ou não um bom fotografo. Estou só a 20 anos na profissão e posso dizer com toda certeza, isso só tem jeito com a regulamentação e que se Deus e o congresso finalizar (aliais já passou pelo congresso no fim do ano passado agora esta no Senado) finalizar as tramitações sai este ano!!! Mas enquanto isso infelizmente só podemos chorar!!!

  102. 122 Ricardo Policarpo 11/06/2013 às 14:22

    Grande Lamar….certíssimo. Então choremos juntos.

  103. 123 hier gibt esios beta hack 01/04/2014 às 22:39

    Helpful information and facts. Blessed everyone I uncovered your website accidentally, with this particular shocked exactly why the following twist of fate did not occured upfront! I book marked this.

  104. 124 Mirelle Silva 03/09/2014 às 23:57

    Olá, Leandro Neves !! Eu concordo plenamente com voc. Essa reportagem é pura calúnia !! Por mais que eu não seja fotógrafa eu sei mto bem disso porque o MEU GRANDE SONHO é ser uma fotógrafa e sempre quando posso to tentando aprender algo novo na internet e sei que pra início de carreira a pessoa tem gastar um bom dinheiro para poder ter os equipamentos e depois que vem o lucro pra voc de volta. A pessoa tem quer ser muito “ingênua” para acreditar nessa reportagem da revista. Eu admiro de coração TODOS os fotógrafos do mundo e fico triste por ver que eles estão desvalorizando um trabalho incrível que todos fotógrafos fazem.


  1. 1 Virar fotógrafo em um dia ganhando 4 mil por mês? Eu também quero « Meio Bit Trackback em 07/03/2013 às 22:52
  2. 2 Olha a propaganda enganosa ai gente!!!!!!!!!!! | Faça Arte, estude na ABRA! Trackback em 08/03/2013 às 17:58
  3. 3 Imperícia jornalística alimenta corporativismo | Webmanario Trackback em 09/03/2013 às 2:34
  4. 4 “Vire fotógrafa em um dia”, fácil assim?! | Há Conteúdo Trackback em 14/03/2013 às 12:45
  5. 5 Cd5 015 – Encontro com Leo Bruski, Luigi em Pessoa e Melina | O Chá dos Cinco Trackback em 16/08/2013 às 3:13
  6. 6 Porquê a “prostituição” do mercado fotográfico vai ser boa para o próprio mercado | DO FOTÓGRAFO Trackback em 30/09/2013 às 0:02
  7. 7 Cd5#15 – Encontro com Leo Bruski, Luigi em Pessoa e Melina | Paranerdia Trackback em 21/11/2013 às 9:00
  8. 8 Formação na carreira fotográfica e o perigo da ancoragem | DO FOTÓGRAFO Trackback em 11/12/2013 às 19:41
  9. 9 dominio Trackback em 18/07/2016 às 17:41

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




“Não importa de onde você vem, nem onde você está, o importante é saber onde se quer chegar”

Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

Junte-se a 1.397 outros seguidores

  • 1,051,346 Visitas